quarta-feira, dezembro 30, 2009

Caminhos do Mundo (V)



Que o novo ano traga muitos mais caminhos!

domingo, dezembro 27, 2009

Caminhos do Mundo (III)



E tornare a viaggiare
e di notte con i fari illuminare
chiaramente la strada per saper dove andare

sábado, dezembro 26, 2009

Caminhos do Mundo (II)



“Um homem precisa de viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa de viajar por si, com os seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio tecto. Um homem precisa de viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver.”
Amyr Klink

sexta-feira, dezembro 25, 2009

Caminhos do Mundo (I)



"A verdadeira arte de viajar...
Saímos à rua como quem foge de casa,
Como se estivessem abertos diante de nós todos os caminhos do mundo.
Não importa que os compromissos, as obrigações, estejam ali...
Chegamos de muito longe, de alma aberta e o coração cantando!"


Mário Quintana


quinta-feira, dezembro 24, 2009

Merry Xmas!



May your days be merry and bright  
And may all your Christmases be white

domingo, dezembro 20, 2009

"O amor é como assassinar-te!" 



sexta-feira, dezembro 18, 2009

Heartbeats



We had a promise made
Four hands and then away

Até riscar o CD...

terça-feira, dezembro 15, 2009

A verdadeira questão

“Quando era pequeno costumava pôr sal em cima das lesmas. Gostava de vê-las dissolverem-se diante dos meus olhos. A crueldade é sempre um pouco divertida até nos apercebermos de que estamos a magoar alguém.
Uma coisa é sermos um totó quando ninguém nos presta atenção, mas na escola isto significa que nos procuram intensivamente. Somos a lesma e eles têm o sal na mão. E não possuem consciência.
Há uma palavra que aprendemos em estudos sociais: Sadismo. É quando gostamos de ver alguém sofrer. No entanto, a verdadeira questão é porquê?
Acho que em parte se trata apenas de instinto de sobrevivência. E em parte porque um grupo fica mais coeso quando se junta contra um inimigo. Não importa que esse inimigo nunca tenha feito nada para nos prejudicar – Temos apenas que fingir que detestamos alguém ainda mais do que nos detestamos a nós próprios (…)”


"Dezanove Minutos"

Jodi Picoult


terça-feira, dezembro 08, 2009

domingo, dezembro 06, 2009

Altar Particular



"Se enfim, você um dia resolver mudar
Tirar meu pobre coração do altar
Me devolver, como se deve ser


Ou então, dizer que dele resolveu cuidar
Tirar da cruz e o canonizar
Digo faço melhor do que lhe parecer"