sábado, outubro 16, 2010

Growing up

Quem já não foi gente, tão gente como só a gente é, ao som de Zero 7?! 
Numa espécie de reminiscência camufelada pelas imagens de há tanto tempo atrás, entre portas que batem, janelas que abrem, laços que se amarram e se desamarram, gritos que se abafam, suspiros de amores e desamores, um bem haja a estes senhores que fazem imperar a música como só a música me faz sentir. Gente!

sexta-feira, outubro 15, 2010

Cinco mergulhos

O Inverno avizinha-se, mas S.Pedro ainda tem sido generoso, o calor, já não é muito, mas com o solzinho que ainda bate na janela e os olhos rendidos a estas imagens, quem não dava um mergulhinho?

 Icebergs em Sydney, Austrália
Alila Ubud, Bali
 Pousada do Porto - Palácio do Freixo, Portugal

Santo Afonso del Mar, Chile

Badeschiff, Berlim, Alemanha

quinta-feira, outubro 14, 2010

Café Couture


Trocam-se os computadores dos cybercafés e encontram-se as máquinas de costura, tecidos e muita cor. Este é o panorama que encontramos na cidade Luz, bem juntinho ao canal Saint Martin, de onde surge o primeiro café couture pelas mãos de Sissi Holleis e Martena Duss.
Este conceito não poderia ser mais original, alia ao pioneirismo da ideia a exclusividade de cada peça resultando este casamento urbano & chic que tem feito as delícias dos parisienses.
Sweat Shop localiza-se numa das zonas mais boémias de Paris repleta de artistas das mais diversas áreas, contribuindo para um retrato ainda mais fidedigno do quadro logístico que representa o apogeu da arte da capital francesa!
O melhor da ideia? Proporcionar ao cliente, por um custo de 6€ por hora (podendo também aderir a um pacote mensal) uma panóplia de instrumentos que o farão dar asas à sua criatividade e exclusividade indumentária e respectivos acessórios.
Se formos mais além econtramos ainda uma oferta vastíssima de workshops relacionados com a costura, reciclagem de roupas, costumização (...) que vão, com certeza, fazer daquele casaco com "cara de dez anos, estou completamente fora de moda" um talismã da sorte dos que todos os dias desfilam pelas maiores passerelles do mundo, as nossas ruas!
Para os mais curiosos, enquanto a novidade não chega a este cantinho à beira mar plantado, não custa espreitar aqui.

quarta-feira, outubro 13, 2010

Sally Mann

Não sou ((presunções à parte), ainda) uma especialista em fotografia, mas já é longo o gosto e, deste meu iniciozinho de percurso, faço desde já uma vénia a esta senhora, de seu nome Sally Mann, que me tem deliciado com a sua caminhada pela oitava arte, fazendo do seu trabalho motor de arranque e fonte de inspiração.

Sally Mann consegue fotografias de uma qualidade extraodinária através da técnica do colódio húmido (traduzido por miúdos, é quando o negativo tem como base placas de vidro) embora não seja a técnica mais prática e mais resistente. Mas é a  sensibilidade e ao mesmo tempo audácia da fotógrafa que a denotam e a tornam numa referência no painel fotográfico mundial. 

A sua inspiração foi desde sempre a sua família, retratando em imagens um valor desmesurável dos seus filhos e marido. Os seus pilares no trabalho foram então os mesmos da sua vida, conseguindo assim transpor para a sua obra uma intensidade fulminante incapaz de não comover. 
Não obstante tudo isto, a fotógrafa americana conseguiu despertar a atenção dos mais puritanos causando alguma controvérsia pela demasiada exposição dos seus filhos, nomeadamente em retratos de nudez dos mesmos, retratos estes, inocentes, sem qualquer conotação sexual, ainda assim provocantes q.b para serem alvos de alguma sensura.
 
Immediate Family, a sua primeira grande obra, é uma série de retratos intimistas (na minha opinião, o seu ex-líbris) que chegam ao público num piscar de olhos reportando-nos ao mais quotidiano que há em nós.
Aqui ficam alguns dos meus trabalhos favoritos!



domingo, outubro 10, 2010

Fotografia

Aqui ficam algumas dicas para quem vê o mundo pela objectiva e, enquandrando-o à sua própria imagem chega às emoções que toda a gente sente:

NatGeo My shot 
Olhares 
1000 images 
Foto dependente
Reflexos online
Photo Blink
Photo Box
Flickr

sábado, outubro 09, 2010

Maria Butyrskaya



A origem de muita coisa, explicando-se em cada passo o porquê de toda a minha vénia, a ela!

quarta-feira, outubro 06, 2010

Festa do cinema francês

A partir de amanhã decorrerá por todo o país a 11º Festa do Cinema Francês.
Tem como ponto de partida a capital, de 7 a 16 de Outubro nos Cinema São Jorge, no Instituto Franco-Português e na Cinemateca Portuguesa, seguindo-se para Almada entre os dias 3 a 17 de Outubro no Fórum Romeu Correia. Também a Invicta será palco deste evento nos próximos dias 19 a 24 nos Cinema Passos Manuel, Teatro do Campo Alegre e Biblioteca Municipal Almeida Garrett, subindo, depois, até Guimarães de 21 a 24 de Outubro no Centro Cultural Vila Flor, para ainda passar pelo centro e o sul do país. Assim sendo, a cidade dos estudantes será a protagonista pelos dias 3 a 9 de Novembro no Teatro Gil Vicente, sucedendo a Faro que receberá este festival de 24 a 31 do presente mês no Teatro Municipal de Faro.

Este festival, mais do que um free passport para as estreias nacionais que se avisinham, serve ainda de retrospectiva ao melhor do cinema francês, contando com a participação de grandes nomes da sétima arte gaulesa tais como Sandrine Bonnaire, Alexeï Guskov, Louis-Ronan Choisy, Jane Birkin, Melvil Poupaud, entre outros...

Para os mais jovens há ainda a selecção de duas curtas-metragens realizadas pelo Festival de Clermont-Ferrand, com o recheio dos novos talentos do cinema francês, podendo contar ainda com a descoberta de filmes de animação para ver em família.

As obras a serem apresentadas passam pelos mais diferentes géneros cinematográficos (drama, comédia, documentário, animação, thrillers...) cabendo, no fim, ao público eleger o seu filme favorito de entre os filmes apresentados em ante-estreia.

Este grande espectáculo culmina no regresso do cinema burlesco do senhor Pierre Étaix, que vem pela primeira vez a terras de Fado apresentar cópias restauradas de todos os seus filmes.

Mais informações em http://www.festadocinemafrances.com/ e que venha rápido dia 19 que o espectáculo promete!

terça-feira, outubro 05, 2010

República?!


"Prefiro rosas, meu amor, à pátria"

Ricardo Reis

Senhora Joplin

O quanto gosto desta Senhora já deixei bem claro aqui, mas pensar em Janis Joplin é muito mais que isso.
Volvidos 40 anos desde a sua morte, a branca do soul continua a fazer as delícias das mais diferentes gerações. Afinal a eternidade existe, tem nome e sabe cantar!